Advogada de família e sucessões para partilha de bens em Porto Alegre

Trazemos as melhores intervenções para que você possa desfrutar dos seus
direitos na partilha de bens com auxílio de advogada especialista na área.

Quando e por que contratar uma advogada especialista em família e sucessões para partilha de bens?

Um advogado de família cuida de todos os casos envolvendo a família, logo, pensão alimentícia, divórcios, acordos ou adoção de crianças, por exemplo. Já advogados que atuam em sucessões lidam com questões relacionadas à morte, como transferência patrimonial.

Dessa forma, para ter tudo regulamentado e evitar disputas na família, é essencial contratar um advogado de família e sucessões para resolver todos os conflitos, trazendo as melhores soluções para todos os envolvidos. 

Deve-se ressaltar que este profissional pode ser consultado em vida também, quando uma pessoa deseja dividir seus bens para os herdeiros ou destiná-los a alguém que não seria beneficiado pelo inventário. Uma advogada especialista pode orientar como proceder também quando se quer dar ou não algo a uma pessoa específica, por exemplo.

Vantagens de contratar uma advogada para partilha de bens

Menos burocracia

Em casos de processos pós-morte, em que a família está passando por um momento difícil, contratar uma advogada para partilha de bens é a melhor forma de resolver tudo sem precisar lidar com burocracias e problemas.

Proteção

Ao contar com um profissional no ramo, sua família fica protegida de eventuais pendências e problemas futuros, de forma que caso precisem consultar algo, estará tudo documentado, para a proteção judicial da família.

Respeito

Para aqueles que fazem testamento em vida, contratar um advogado é a garantia de que a partilha será realizada respeitando seus desejos. Mas quando a herança é dividida após a morte, o profissional também age visando o respeito dos desejos documentados.

Resolução de conflitos

A partilha da herança pode causar muitos conflitos familiares, que podem até se tornar brigas judiciais. Ao contratar uma advogada para partilha de bens, tudo será solucionado de forma a evitar desentendimentos.

Dúvidas frequentes

O advogado mais requisitado para atuar em partilha de bens é um especialista em direito de família e sucessões, visto que ele ajuda os herdeiros a partilhar os bens deixados, além de fornecer serviço de consultoria e esclarecer dúvidas. Esse profissional também auxilia a mediar e resolver conflitos familiares sobre a partilha, trazendo acordos que beneficiem todos os lados envolvidos e evitando litígios. 

O inventário judicial tem interferência do poder judiciário, usado principalmente em situações em que um dos herdeiros é menor ou incapaz, ou quando há litígio entre os herdeiros ou no caso específico do falecido ter expressado uma declaração de última vontade. Já o extrajudicial pode ser feito caso não exista a necessidade de um inventário judicial.  

Sim, é necessário contratar um advogado, independente do inventário ser judicial ou extrajudicial, para que todos os herdeiros tenham seus direitos respeitados. Além disso, ter um especialista em direito de família e sucessões traz segurança jurídica a todo o processo, visto que o Código Civil determina que a partilha dos bens só poderá ser validada quando todos os herdeiros tiverem advogados para representá-los. 

O inventário é um processo judicial feito após a morte de uma pessoa, em que se levanta todos os seus bens. Dessa forma, todo inventário é feito através do Poder Judicial. No entanto, a partilha em vida, como o próprio nome indica, o doador transfere seus bens a seus herdeiros antes de sua morte, apenas vivendo com os patrimônios suficientes para sua subsistência. Esse processo pode ser feito em qualquer momento da vida, não apenas com pessoas de mais idade. Para mais informações sobre como proceder para abrir um inventário ou partilha em vida, contate-nos